Three Times…


tumblr_m70rhmvzPO1qktrw5o1_500

Perdoem-me se eu não conseguir escrever direito esse texto. Faz tempo que eu não escrevo, então não sei se vai ser como antes.

Aliás, não sei se vai ser como antes é uma ótima forma de começar a tratar desse assunto. Certas coisas quando são quebradas são muito difíceis de serem concertadas. A forma que eu trato as pessoas geralmente é assim, difícil de concertar. Porém eu deixo as pessoas falharem comigo 3vezes. 3 vezes.

O problema está quando as 3 vezes já não são mais suficientes. Tem pessoas que a gente leva pra vida e acaba querendo dar mas de 3 chances. Porque no fundo você sabe que elas são realmente boas, por mais que elas tenham defeitos – todos temos não é?

No entanto as vezes a gente dar mais chances e você não consegue, é como se aquilo fosse muito difícil de fazer. Dar mas essa chance é ter que omitir, é ter que deixar de ser eu, para outra pessoa. Não haveria menor problema nisso se do outro lado você tivesse um pouco mais de tato, mas pra mim é realmente ficar jogando na defensiva e fazer vista grossa quando as pessoas estão fazendo coisas que realmente me fazem perguntar: “Ela mudou ou sempre foi assim e eu estava tão cego que não consegui perceber?” Me culpo, por motivos óbvios, em uma relação, seja ela qual for (amizade, namoro, casamento, colegas de trabalho) não dá certo só porque uma parte não quer funcionar e sim porque tem algo de errado com as duas.

A coisa parece ser um pouco pior quando a pessoa parece ter uma outra pessoa para dar alguma outra forma para o que ela está dizendo. Sabe? Como um argumento de autoridade em um artigo? Ela não consegue te fazer crescer, ela te faz se sentir errado. E bem, não é bem isso que se faz. As pessoas tem que se sentir acolhidas e quando forem chamar a sua atenção, utilizem primeiro, falas como conselhos e não sair acusando as pessoas por aí. Isso para mim parece totalmente errado. Você consegue entender? Conselhos e companheirismo soam melhor para as pessoas do que uma forma “autoritária” de dizer as coisas. Longe de mim que você não deva ser autoritário de vez em quando. Até porque eu acho que situação drásticas pedem medidas drásticas, como um bom puxão de orelha e um belo sermão. Só não vai saindo fazendo isso de qualquer forma, quando você dá um sermão em uma pessoa diga a si mesmo que você está em posição de risco e que é arriscado fazer isso que você tá fazendo. E se caso for necessário diga isso a pessoa que você está ajudando, ou pelo menos tentando né?

Enfim, é o que eu estou tentando fazer aqui, melhorar as minhas ideias e ainda assumindo o risco mais uma vez de um post catastrófico e com um alto dano de destruição, mas se eu não fizesse isso, não seria eu. 🙂

#nowplaying: Just Give Me a Reason – Pink feat. Nate Ruess

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s