E do fruto proibido não experimentarás…


Não sei exatamente porque, mas toda vez que eu vejo glee, acabo tendo uma inspiração pra vir e escrever aqui. Um pouco do que eu ando passando. Além da inspiração do Glee também tenho a Camille Labanca com seus posts incríveis.

Já disse em algum post passado que eu não ando escrevendo muito bem, pois estou bem voltado pra mim. Mas vou tentar de novo escrever aqui. Nesse exato momento não sei bem como eu vou desenvolver a ideia. Tanto que nem coloquei o título ainda.

Eu realmente não queria, nem quero ficar repetindo as mesmas coisas sempre. Mas sinto falta dos meus amigos. Mas hoje eu percebi, no Glee, assitindo a Rachel – não sei pq me identifico com ela e o Will, mas isso não tem nada a ver – que como é incrível fazer parte de algo maior. Um grupo de verdade.

Eu sei que é lindo dizer: “Baby your a firework”, “I was born this way”, “I am beautiful no matter what they say”, mas vamos ser sinceros, as pessoas fazem falta. Sejam aquelas que nos damos super bem, sejam aquelas as quais brigamos todos os dias, no final elas fazem falta. Acabei percebendo isso hoje. É engraçado. Eu não me importava de ficar em casa todo o FDS, lendo, escutando música, escrevendo, navegando pela internet. Era lindo, eu não me sentia ruim, sentia falta dos amigos mas até aí eu não tinha os conhecido.

Hoje aqui eu me encontro numa situação semelhante, mas com uma diferença enorme. Estou aqui lendo, escrevendo, escutando música, navegando na internet, mas hoje eu sei o que é amizade e que se eu não tivesse essa minha personalidade provavelmente estaria rindo com alguns deles, sobre alguma coisa.  Eu realmente queria estar fazendo isso, eu não me contento mais em ficar só em casa, eu quero sair ter contato com gente, rir um pouco, falar… É disso que eu gosto. E daí se eu sou o mais diferente de todos, mas em fim eu e a minha linda habilidade de estragar tudo.

O mais engraçado dessa história toda é que 4ª feira eu não fiz nada de mais, sentei na porta de uma loja e fiquei conversando com uma amiga durante algum tempo, rindo mais do que tudo e sinceramente eu não poderia imaginar algo que eu queria e que me deixasse tão feliz do que aquilo. Estar com que eu gosto de estar. Sentir como parte de alguma coisa maior e não como algo que fracassa, que é sozinho como eu me sinto todo dia.

Acho que tá aí tudo  o que eu queria dizer, o que eu estou sentido, e de uma maneira que eu achei até satisfatória. Em fim… Até o titulo eu achei: “antes e depois” tá eu sei que não é surpreendente mas foi melhor que consegui! 😛

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s