A Ira


Texto de: Luiz A. R. Pereira.

Hoje eu vou falar do pecado da Ira (para quem não sabe, ira = raiva). Um fato ocorrido hoje com minhas amigas Amanda e Eveline me inspirou a escrever sobre esse pecado!

O que aconteceu foi o seguinte: As duas estavam na praça esperando o tempo passar para ir para a Educação Física. Até aí tudo bem. Depois de um tempinho as duas começaram a escutar uma discussão entre irmãos (pelo menos foi  isso que elas deduziram) e ficaram lá escutando a desgraça alheia. E esse fato me fez pensar sobre esse pecado que trás tanto interesse a nós. Então comecei a me fazer certas perguntas como: O que leva o ser humano a isso?! Por que a desgraça do outro nos agrada tanto?! Passei um bom tempo pensando nisso…

Nesse tempo eu fui lembrando-me de fatos que vivem acontecendo no nosso dia-a-dia. Vocês já pararam para pensar que todo dia o povo morre alguém por conta da violência?E toda casa tem uma casa vizinha com briga de casal? Ou até mesmo numa sala de aula sempre tem um aluno nervosinho que já quer partir pra pancadaria? O Mundo respira a ira. Ela faz com que o ser humano mate. Às vezes por uma bobeira uma discussão faz com que uma vida seja desperdiçada.

A ira já trouxe muita desgraça ao mundo. Guerras, chacinas, brigas de bares, nos estádios de futebol, em favelas, no trânsito. Tudo isso só porque o homem não pensa duas vezes antes de agredir o outro. Nós nunca pensamos nas conseqüências que isso trará. A Ira é simplesmente o berço do uso de drogas e do terrorismo.

Ela se infiltra em qualquer lugar. A capacidade de adaptação desse pecado é incrível. Uma falta de atenção gera uma briga. Uma palavra mal interpretada gera uma discussão. A falta de uma família ou de alguém que te apóie causa uma revolta incrível!

A ira é uma serpente venenosa que começa desde pequeno, quando você bate em uma coleguinha de escola por causa de um brinquedo! A ira, às vezes, sobrepõe-se sobre o amor de uma mãe ou um pai que bate em uma criança porque ela fez uma coisa errada. “Não que umas palmadas na hora certa não resolvam”. Mas se um pai ou uma mãe faz isso pra conseguir algo do filho, eles ensinam a este mesmo filho que tudo pode ser alcançado pela força bruta, no lugar de um bom diálogo.

A ira na nossa vida é como um cavalo selvagem: “É forte e voraz, mas com tempo, paciência e dedicação ele é domado e está pronto para ser montado”.

Anúncios

2 comentários sobre “A Ira

  1. concorde…eu também já me perguntei isso…e me perguntei também pq os seres humanos brigam tanto…talvez seja por uma coisa minima…coisa q nem merecia uma briga…ñ sei mais acho q ñ é só com violencia q nos conseguimos as coisas…talves com umaboa conversa possa conseguir ate mai(ñ q eus tapinhas de vez um quanto ñ resolva)+ eu particurlarmente prefiro uma boa conversa…adorei essa materia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s